Aprender a ser ecológico através da brincadeira

Transformar o mundo num lugar mais agradável para se viver é uma responsabilidade de todos. Se infelizmente na geração adulta a redução, a reutilização ou a reciclagem ou outras atitudes ambientais não são ainda vividas de forma natural, é importante incutir às futuras gerações esta consciencialização, desde muito cedo.

Não há melhor forma para educar as crianças sobre a importância de preservar o meio ambiente e o seu futuro do que através da brincadeira. Como afirmou Einstein, “Play is the highest form of research” e nada melhor que sensibilizar as crianças, estimulando a sua curiosidade e descoberta através do que elas mais gostam de fazer, brincar e brincar. A aprendizagem pode ser divertida e deve ser acompanhada também do prazer de descobrir. Enquanto brincam, elas aprendem conceitos e valores de vida que as vão acompanhar ao longo do seu desenvolvimento e quem sabe ajudá-las a tornarem-se melhores adultos, que respeitam a natureza e o meio que os rodeia.

Os brinquedos ecológicos ou eco-científicos que de alguma forma revelam às crianças questões ambientais, pelo conteúdo ou materiais usados, estão cada vez mais a ganhar espaço no universo infantil, pois tanto os pais como os educadores têm interesse e sentem cada vez mais a necessidade em criar oportunidades para estimular as crianças a pensar por si e a compreender os problemas ambientais que nos afetam, como as alterações climáticas, e que infelizmente estamos já a sentir no nosso dia-a-dia.

Não é simples criar um brinquedo que tenha em si estas duas componentes importantes, ser lúdico e ter a capacidade de transmitir conhecimento e, ao mesmo tempo, conseguir inspirar o seu publico, as crianças. Os brinquedos ecológicos ou eco-científicos divertem e transmitem mensagens educativas que nos transportam para atitudes mais sustentáveis.

Qual é a criança que não tem curiosidade? Qual é a criança que não quer descobrir e saber como tratar e reutilizar a água impura, como usar a energia solar para deslocar um veiculo solar ou cozinhar alimentos num forno solar, como usar a energia do vento para gerar energia, como transformar uma lata de refrigerante num robô insecto ou mesmo fazer um CD de corrida com CDs velhos e um rolo de papel higiénico, ou criar um tornado dentro de duas garrafas de plástico vazias, ou construir um robô gravidade que anda por si com uma lata de refrigerante como corpo?

É importante mostrar às crianças que, tal como afirmou Lavoisier, “na Natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”. É por este princípio que todos nós nos devíamos seguir, dando o exemplo e procurando encorajar a consciência ambiental nos mais pequenos, pois são eles que vão herdar o futuro que agora está nas nossas mãos.

via GreenGoods sobre a nossa Ciência Verde e Criatividade Verde!